Além do Invisível

Informações

Nome do Cântico: Além do Invisível

Autor(a): Focolares

Inserido em: 18 de Maio de 2015

Mi -            [Fá #]          Sol                Ré [ Si ]
Quando a vida não tem dignidade
Mi -                         [Fá #] Sol Lá - [ Dó ]
e um grito surdo me sai daqui
Ré                                         Lá -
quando anoitece a cidade,
Mi -                [Ré]                Dó
chove fora e dentro de mim
Sol               Dó         Si 7                       Dó 7 [Ré]
além do escuro quem sabe o que há?

Quando a vida parece mentira
já não tem sentido lutar assim
o coração fechado em si
tudo é como maladia,
no fim da noite saída não há.

Mi -                       Dó                  Ré                  Si 7
E, porém, na noite vejo mais distante,
Mi -           [Ré]   Dó                Ré
estrelas e galáxias, o invisível,
Lá -                  [Sol]       Fá                        Sol        Mi 7
porém o Teu silêncio fala, conta-me de Ti
Lá -                              Fá                           Sol                Mi
e eu não tenho palavras mas vou-Te encontrar.

Talvez me reste um fio de voz,
um pensamento, uma pequena luz,
e entendi que Tu estás
por trás da sombra que me faz
vacilar se a verdade se esfuma.


Dó                             Sol               Ré -      [Mi] Fá
Para além da noite, para além do invisível
[Sol]       Lá -         Si         Dó     [Dó #] Ré -  [Mi]    Fá Sol
há um abismo de energia, o infinito que me faz voar
Dó                             Sol              Ré -      [Mi] Fá
para além da noite, para além do invisível,
[Sol]       Lá -         Si           Dó  [Dó #]  Ré - [Mi]    Fá    Sol
há um abismo de energia, aquela força que me faz ficar...
Fá         Sol          Dó
estar agora aqui...

Quando a vida não tem dignidade
e um grito surdo me sai daqui
quando anoitece a cidade,
chove fora e dentro de mim
além do escuro quem sabe o que há?

Quando a vida parece mentira
já não tem sentido lutar assim
o coração fechado em si
tudo é como maladia,
no fim da noite saída não há.

E, porém, na noite vejo mais distante,
estrelas e galáxias, o invisível,
porém o Teu silêncio fala, conta-me de Ti
e eu não tenho palavras mas vou-Te encontrar.

Talvez me reste um fio de voz,
um pensamento, uma pequena luz,
e entendi que Tu estás
por trás da sombra que me faz
vacilar se a verdade se esfuma.


Para além da noite,
para além do invisível
há um abismo de energia,
o infinito que me faz voar
para além da noite,
para além do invisível,
há um abismo de energia
aquela força que me faz ficar...
estar agora aqui...

5 pessoas gostam deste cântico.