Oração de São Pedro

Informações

Nome do Cântico: Oração de São Pedro

Autor(a): Pe. Nuno Tovar de Lemos SJ

História: Do disco "Aprendiz de Viajante".

Inserido em: 26 de Julho de 2015

Introdução: Dó Ré-7 Mi- Fá (2x)

Dó Mi- Ré-7 Fá
Foi por ti que um dia fui p’ra além da praia.
Sol Dó Mi- Ré-7 Fá
Descobri em ti um mar que eu nem sabia haver.
Sol Mi- Ré-7
"Faz-te ao largo, confia em mim."
Fá Dó
Disseste e a praia inteira parou.
Mi- Ré-7
"Lança as redes, confia em Mim."
Fá Dó Dó7
Passaste e segredaste-me: "Vem."


Ré-7 Mi-
Onde iria eu sem Ti, Senhor,
Fá Dó Dó7
Se Tu falas e eu ouço o mar?
Ré-7 Mi-
Irei conTigo onde quer que vás,

Onde quer que o vento sopre
Ré-7 Sol Dó
Até ao dia em que o mar me levar.


Eis aqui o amigo em quem Tu confiaste
E um dia te negou por medo ou por traição, nem sei.
Mas olhaste e o mar se acalmou,
Em teu perdão, de novo, encontrei
Noutra praia um dia a nascer.
Passaste e segredaste-me: "Vem."

Vi em ti a força e a ambição da rocha
Invencível, eu, contigo a caminhar p’lo mar!
Mas um dia não entendi,
Vieste p’ra me lavar os pés.
Quem és Tu, Senhor? Quem sou eu?
Passaste e segredaste-me "Vem."

Dó7 Ré-7
Nem sei o que me aconteceu,
Mi- Fá Dó
Porque calhou ser eu a ter no barco alguém que eras Tu.
Dó7 Ré-7
Só sei do antes e o depois,
Mi- Fá
Do antes sensato e o depois a teu lado,
Ré- 7 Fá Dó Ré-7 Mi- Fá
Peixe meio-alado a voar no fundo do mar,
Dó Ré-7 Mi- Fá
No fundo do mar.

Foi por ti que um dia fui p’ra além da praia.
Descobri em ti um mar que eu nem sabia haver.
"Faz-te ao largo, confia em mim."
Disseste e a praia inteira parou.
"Lança as redes, confia em Mim."
Passaste e segredaste-me: "Vem."

Onde iria eu sem Ti, Senhor,
Se Tu falas e eu ouço o mar?
Irei conTigo onde quer que vás,
Onde quer que o vento sopre
Até ao dia em que o mar me levar.


Eis aqui o amigo em quem Tu confiaste
E um dia te negou por medo ou por traição, nem sei.
Mas olhaste e o mar se acalmou,
Em teu perdão, de novo, encontrei
Noutra praia um dia a nascer.
Passaste e segredaste-me: "Vem."

Onde iria eu sem Ti, Senhor,
Se Tu falas e eu ouço o mar?
Irei conTigo onde quer que vás,
Onde quer que o vento sopre
Até ao dia em que o mar me levar.


Vi em Ti a força e a ambição da rocha
Invencível, eu, conTigo a caminhar p’lo mar!
Mas um dia não entendi,
Vieste p’ra me lavar os pés.
Quem és Tu, Senhor? Quem sou eu?
Passaste e segredaste-me "Vem."

Onde iria eu sem Ti, Senhor,
Se Tu falas e eu ouço o mar?
Irei conTigo onde quer que vás,
Onde quer que o vento sopre
Até ao dia em que o mar me levar.


Nem sei o que me aconteceu,
Porque calhou ser eu a ter no barco alguém que eras Tu.
Só sei do antes e o depois,
Do antes sensato e o depois a teu lado,
Peixe meio-alado a voar no fundo do mar,
No fundo do mar.


Onde iria eu sem Ti, Senhor,
Se Tu falas e eu ouço o mar?
Irei conTigo onde quer que vás,
Onde quer que o vento sopre
Até ao dia em que o mar me levar.

5 pessoas gostam deste cântico.