Um certo Galileu

Informações

Nome do Cântico: Um certo Galileu

Autor(a): Padre Zezinho

Inserido em: 28 de Novembro de 2015

Ré                      Lá
Um certo dia à beira-mar

Apareceu um jovem galileu

Ninguém podia imaginar
Que alguém pudesse amar

Do jeito que ele amava.

Seu jeito simples de conversar

Tocava o coração de quem o escutava.

Ré7                                                    Lá
E seu nome era Jesus de Nazaré,
Lá7                                              Ré  Sol   Lá
Sua fama se espalhou e todos vinham ver.
Ré                                                    Lá
O seu nome era o do jovem pregador
Ré      Lá     Ré
Que tinha tanto amor.


Naquelas praias, naquele mar,
Naquele rio, em casa de Zaqueu,
Naquela estrada, naquele sol
E o povo a escutar histórias tão bonitas
Seu jeito amigo de se expressar
Enchia o coração de paz tão infinita.

Em plena rua, naquele chão
Naquele poso em casa de Simão.
Naquela relva ao entardecer
O mundo viu nascer a paz duma esperança
Seu jeito puro de perdoar
Fazia o coração voltar a ser criança.

Um certo dia à beira-mar
Apareceu um jovem galileu
Ninguém podia imaginar
Que alguém pudesse amar
Do jeito que ele amava.
Seu jeito simples de conversar
Tocava o coração de quem o escutava.

E seu nome era Jesus de Nazaré,
Sua fama se espalhou e todos vinham ver.
O seu nome era o do jovem pregador
Que tinha tanto amor.


Naquelas praias, naquele mar,
Naquele rio, em casa de Zaqueu,
Naquela estrada, naquele sol
E o povo a escutar histórias tão bonitas
Seu jeito amigo de se expressar
Enchia o coração de paz tão infinita.

Em plena rua, naquele chão
Naquele poso em casa de Simão.
Naquela relva ao entardecer
O mundo viu nascer a paz duma esperança
Seu jeito puro de perdoar
Fazia o coração voltar a ser criança.

Ainda ninguém gosta deste cântico.